Investimentos no Ensino Técnico melhora educação brasileira



Ter um curso técnico nos dias de hoje pode ser o diferencial na hora de conseguir um bom emprego. Esses cursos levam o aluno a aprender a teoria, porém, focam na prática a fim de fazer com que o aluno tenha uma base sólida de como irá atuar quando terminar o curso.

Atualmente, estima-se que oito milhões de estudantes estão inscritos no Pronatec – programa que oferece gratuitamente os cursos.



O ministro Henrique Paim afirmou que o avanço tecnológico no Brasil só é possível a partir do momento em que há investimentos em educação, inovação em ciência e tecnologia. Diante disso, é necessário construir uma base e focar na educação brasileira.

No estado do Rio Grande do Norte houve a criação de 16 campi do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) e o objetivo é chegar a 23. Tudo isso se dá, porque há uma demanda para que a Universidade do Rio Grande do Norte avance ainda mais.



O estudante que possui uma qualificação desse nível dificilmente fica desempregado e a sociedade brasileira precisa desses profissionais.

Desta forma, se você almeja fazer um curso técnico num futuro próximo, fique ligado, pois em breve teremos várias vagas para cursos técnicos e outros de curta duração. Entretanto, cuidado para não perder o prazo porque as vagas serão limitadas e certamente haverá um processo seletivo para selecionar os candidatos aptos aos cursos.

O ministro ainda ressalta que o objetivo é inovar. Nos Estados Unidos houve um processo de casamento entre indústria e ciência que surgiu de uma mudança no modelo de governança das empresas com o investimento do governo na criação de novas universidades.

Tudo isso contribuiu para o avanço tecnológico e melhorou bastante a educação no país. Segundo ele, aqui não será diferente, pois pretendemos preparar os jovens para o mercado de trabalho e avançar o ensino no Brasil, o qual está nos mais baixos índices atualmente.

Por Luciana Viturino

Deixe o seu comentário