Governo Federal liberou verba de R$ 100 mi para o SENAI



Verba visa atender a prestação de cursos pelo Pronatec

O Governo Federal, através do Ministério da Educação, fez a publicação de uma portaria, no Diário Oficial da União, em que foi liberada uma verba de R$ 100 milhões para o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), a fim de que esta instituição faça a prestação de cursos para o programa governamental Pronatec.

Esta publicação fez com que o SENAI, instituição esta que integra o sistema S e é uma grande parceira do Governo Federal no oferecimento de vagas para os seus mais diversos cursos de educação técnica profissional nos níveis de formação inicial, em nível médio, continuada, bem como na qualificação profissional de profissionais já inseridos nos mais diversos ramos da indústria nacional, seja mais uma das instituições habilitadas a receber recursos financeiros do Governo Federal.



Essa é uma excelente notícia para todos os profissionais que desejam se aperfeiçoar nas suas profissões, a fim de atender todas as necessidades do mercado, bem como para os jovens que estão cursando o segundo grau e buscam uma forma de serem inseridos no mercado de trabalho como uma mão de obra qualificada e com a possibilidade de receber um salário melhor.

O programa Pronatec com a inserção do Senai tem muito a ganhar, uma vez que, atualmente, o SENAI é um dos maiores polos de geração e disseminação de conhecimentos aplicados ao desenvolvimento da indústria do Brasil, além de ser uma referência nacional na prestação de serviços técnicos tecnológicos.



Se você ainda nunca ouviu falar ou não tem conhecimento de toda a estrutura em âmbito nacional que o SENAI possui basta acessar o portal eletrônico www.portaldaindustria.com.br e conhecer toda a magnitude do trabalho realizado pelo SENAI. Da mesma forma que quem desejar conhecer ou tirar alguma dúvida a respeito do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC), basta acessar o site pronatec.mec.gov.br e conhecer as oportunidades oferecidas no catálogo de cursos.

Por Adriano Oliveira

Deixe o seu comentário