Cursos que mais Empregam no Brasil

Categorias: Cursos - Empregos - Vagas

Confira os cursos que mais empregam no Brasil. Medicina, Administração e Direito são os clássicos cursos que ainda continuam com alto nível de oportunidades de emprego em aberto.

De início, um dos cursos que mais emprega, no Brasil, é o de Medicina. A área oferece diversos caminhos para o profissional, desde a esfera privada – atendendo em clínicas, adquirindo contratos com convênios ou operando em exames laboratoriais – até a esfera pública – realizando plantões em hospitais ou em postos de saúde, operando em serviços sociais, entre outros. Além disso, a profissão conta com especializações, a residência médica, as quais rendem salários maiores e outras diversas oportunidades em clínicas e centros de especialidades médicas.



Em seguida, tem-se o curso de Administração, isso porque há um amplo cenário econômico e financeiro onde o profissional encontra diversas oportunidades após pegar o diploma, tais como gestão de serviços em empresas, análise de riscos, operações em auditorias de processos, comércio exterior, controle de produção, recursos humanos, logística empresarial e diversos outros setores dentro do mesmo ramo de qualificação.

Depois, o bacharelado em Direito também possui diversas oportunidades após a conclusão do curso, sendo possível que o profissional opte pelo serviço público – na área acadêmica por meio de aulas, na magistratura como juiz, na procuradoria, entre outros – ou ainda, opte pelo serviço privado – no direito civil, lidando com os interesses de cada cliente individualmente, no direito ambiental, penal, trabalhista, tributário, empresarial e assim por diante.

Logo após a advocacia, o curso da área de TI, ou seja, Tecnologia de Informação, apresenta uma quantidade enorme de opções de serviços. Esse leque de opções pode ser, por exemplo, desenvolvedor e programador de sistemas, sites ou aplicativos, analista de qualidade de software, administrador de banco de dados, suporte técnico, especialista em Cloud Computing (organizando o armazenamento de dados na Nuvem empresarial), e outra infinidade de opções no mercado de trabalho.



Posteriormente, o curso de Marketing oferece inúmeros caminhos no mundo comercial, como análises de mercado, desenvolvimentos de marcas, lançamento de produtos, criação de estratégias digitais para atrair clientes, elaboração de sites, blogs, perfis nas redes sociais e campanhas de mídia.

Seguidamente, o curso de Ciências Contábeis aumentou sua empregabilidade no mercado econômico devido à modernização das empresas nacionais. Áreas como analistas de crédito e riscos, projetores e organizadores de tributação, finanças e controladoria, são exemplos dessa profissão que aumenta e diversifica suas opções aos contadores.

Logo depois, o curso Engenharia de Produção, apesar de concorrido, apresenta uma grande procura por profissionais qualificados no mercado. Áreas como gestão de desenvolvimento e desempenho de negócios, projeção, implantação e otimização de planos para reduzir custos e aumentar a produtividade, são exemplos desse ramo. Além disso, pesquisas tecnológicas operacionais, análise de demanda modernizada, engenharia de qualidade, gestão de investimentos e estudos mais tecnológicos são características que diferenciam a Engenharia de Produção do curso de Administração.

Logo após, o curso de Pedagogia encontra várias oportunidades empregatícias graças ao enorme número de escolas públicas e privadas no país. Alguns exemplos de sua atuação são a docência – como professor dos primeiros anos do ensino fundamental – gestão escolar, pedagogia hospitalar, orientação educacional, pedagogia empresarial, criação de materiais pedagógicos, entre outros. Tal profissão é muito popular no Brasil, pois permite sua execução em salas de aula, bem como na administração de instituições de ensino.

Por fim, o curso de Enfermagem também apresenta grande empregabilidade no mercado econômico brasileiro atual. Isso se dá, pela ampla área de atuação na saúde humana, seja na prevenção, proteção ou tratamento de enfermidades. A profissão permite que o enfermeiro trabalhe como assistente em anestesiologia, em domicílios, centros cirúrgicos, hospitais, laboratórios, clínicas de especialidades médicas, centros terapêuticos, além da enfermagem de gerenciamento (gestão em saúde, urgência e emergência, empresarial), e até mesmo na área de ensino e pesquisa, como docente em ensino superior, pesquisas científicas, educação profissional e diversas outras opções.

Portanto, os cursos que mais empregam no Brasil atual, são aqueles com ampla diversificação de serviços e áreas de atuação. Além disso, o profissional capacitado, ao concluir o curso, precisa estar apto a seguir diferentes caminhos e buscar sempre entregar alta qualidade ocupacional.

Por Larissa Maria dos Santos Fonseca



Próximo Post

Não há mais posts

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *