Categorias: FiesFinanciamentoMEC

Aditamento do FIES 2017 – Como Fazer a Renovação

Saiba como fazer a renovação do financiamento estudantil.

O Financiamento Estudantil, popularmente conhecido como Fies, é um programa criado pelo governo em 1999 para realizar a substituição do Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUQ). O objetivo do programa é, de fato, financiar o ingresso e a graduação no ensino superior, para os estudantes que não disponham de condições financeiras para manter os custos da formação superior desejada.

Desde 2010, o programa passou a funcionar em um formato diferente do original: o financiamento pode ser solicitado em qualquer período do ano, tendo como Agente Operador do Programa, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), com a queda de juros para 3,4% ao ano. Essa medida do governo PT, possibilitou que muitos estudantes realizem o ingresso no ensino superior, que sem a possibilidade do financiamento, era totalmente inacessível.

Renovação do contrato em 2017

O aditamento do Fies trata-se da renovação de contratos já vigentes, ou seja, o aluno deve requerer o aditamento para que haja a renovação do contrato de financiamento do Fies. A renovação serve para confirmar que o aluno frequenta regularmente o curso financiado, de forma regular, além de possibilitar a correção ou alteração dos dados contratuais. Todo o processamento é conduzido pela Comissão Permanente de Supervisão e de Acompanhamento (CPSA) da instituição escolhida e se dá em época de matrícula.

O aditamento é obrigatório e deve ser feito através do SisFIES 2017, já o prazo para realizar a renovação do contrato do Fies é determinado pela faculdade onde o aluno já cursa a graduação, sempre visando obedecer as regras ditadas pelo Ministério da Educação, o MEC.

O aditamento é feito via sistema de informatização do próprio Fies, então feito isso, cabe à sua faculdade requerer a renovação do contrato. Os alunos deverão confirmar os dados no sistema em, no máximo, 20 dias, a contar da data de conclusão da solicitação.

Visto que todas as informações fornecidas estão corretas, os estudantes necessitam retirar, através da CPSA de sua instituição, a via do documento de regularidade da matrícula, o chamado DRM. Esse documento deve conter a assinatura do presidente ou do vice presidente da comissão, confirmando a continuação do aluno no curso para o qual soliciou o financiamento.

Carolina B.

Posts Recentes

MEC altera regras: cursos de formação de professores exigirão 50% de aulas prese

Educação à distância: cursos de formação de professores deverão ter metade das aulas presenciais, determina MEC. O Ministério da Educação… Leia Mais

Melhore suas campanhas digitais com o curso de tráfego pago do Senac

Senac Recife oferece curso prático de tráfego pago e mídia de performance com início em 17 de junho. A visibilidade… Leia Mais

Jovens do Paraná podem se inscrever para bolsas de TI e qualificação

Inscrições abertas para mil jovens no programa Talento Tech: bolsas de até R$ 1.500 e curso de TI no Paraná.… Leia Mais

Jovens de baixa renda na Bahia: cursos gratuitos estão disponíveis

Instituição oferece 150 vagas em curso gratuito para jovens de baixa renda na Bahia. Inscrições até 31 de maio. O… Leia Mais

Curso de técnico de celular em Manaus: qualificação e oportunidades de emprego

Prefeitura de Manaus oferece curso gratuito de técnico de celular com foco em qualificação e empregabilidade. A Prefeitura de Manaus,… Leia Mais

HSVP tem vagas para curso técnico em enfermagem com bolsas de até 100%

Aproveite os descontos e bolsas de estudo no curso técnico em enfermagem do HSVP. Inscrições até 31 de maio! O… Leia Mais